Dia 79 – Direto de Paris, a cidade do amor

Estou em Paris, a cidade luz! Perfeita para os amantes e apaixonados. Quanta coisa boa estou vivendo aqui, meus queridos, ao lado do meu único e grande amor! Dias de felicidade e egoísmo total – fiz esse pacto com o Miguel. Somos somente um do outro, de ninguém mais. Enfim… Uma delícia!
Paris está sempre mais linda. É cidade que recebe muito bem os cadeirantes, viu? Da última vez que estive aqui, não prestei muita atenção nisso, mas, agora, claro que estou atenta à acessibilidade. E tudo funciona perfeitamente bem para quem se locomove em cadeira de rodas. As rampas estão em todas as ruas, as pessoas são educadíssimas e todos os cafés e restaurante que fomos até agora eram acessíveis. Ah, o nosso Brasil ainda precisa avançar muito nesse aspecto. Mas tenho certeza que chegaremos lá.
Fiquei um pouco chateada por não poder subir até o terceiro andar da Torre Eiffel. Por questões de segurança, cadeirante não pode subir ao terceiro. Não me controlei e dei um piti básico em plena lua-de-mel… É que às vezes fico chateada triste diante as minhas limitações, não posso negar! Mas o Miguel soube contornar meu mau-humor e tudo ficou bem. Ele, aliás, tem sido incrível… A cada dia ganhamos mais intimidade e isso é maravilhoso. O Miguel é um homem especial. Sinto que ele me ama de verdade e isso é a melhor coisa que já aconteceu na minha vida.
Vou ficando por aqui, queridos! Até breve!
Bookmark e Compartilhe
Share |

0 comentários |deixe um comentario: