Dia 59 – A vida não é pequena

Estou angustiada com um pensamento que se tornou quase uma ideia fixa pra mim. Amo demais o Miguel e tenho certeza de que quero passar o resto da minha vida ao lado dele, mas tenho dúvidas se posso fazê-lo feliz plenamente. Acho que vocês entendem o que estou falando, né? Mas é que estou sem coragem de pôr em prática, sabe. Aí, me vem um frio na barriga, uma sensação esquisita, um medo inexplicável… Ah, sei lá. Ando tão insegura ultimamente!
Quando me vejo assim, busco consolo na poesia. Essa tem a cara do que sinto agora e me enche de coragem pra fazer o que minha intuição diz que é certo:
“A vida é curta para ser pequena!”
(Chacal)
Ele não tem toda a razão?
Bookmark e Compartilhe
Share |

5 comentários |deixe um comentario:

maria cecília disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse...

Lu,não fica assim não.Olha vocÊ vai enfrentar isso numa boa,você pode fazer o Miguel feliz sim..Não liga pra o que os outros falam não...vocÊ é uma pessoa normal,não tem nada de diferente dos outros somos iguas mesmo perante a uma deficiencia física,o Miguel te ama e é isso que importa!!vocÊ vai ser muito feliz ao lado dele,tenho certeza
beijos Maria Cecília

xereta disse...

vc vai mostrar a todos que é possivel,ser feliz sim dentro de suas limitaçoes a vida continua,e nao é por causa de uma cadeira de rodas que nao se pode ter marido,filhos,sair pra pagar contas fazer compras etc ainda funciona em vc oque comanda todos os teus atos que é o coraçao
bjao Ester Oliveira

Mari disse...

Lé tenho certeza que vai fazer Miguel feliz.. pq vc é uma mulher linda, inteligente, charmosa, etc...
E naum é pq vc esta numa cadeira de rodas que vc naum pode fazer tatata com ele...vc vai superar isso numa boa, vc vai ver...
beijos Lú!!!!

luciana disse...

ola lú adoro assistir a novela por sua causa e a de miguel vcs fazem um lindo casal bjs.